Chegando uma Raposa a uma parreira, viu-a carregada de uvas maduras e formosas e cobiçou-as. Começou a fazer tentativas para subir; porém, como as uvas estavam altas e a subida era íngreme, por muito que tentasse não as conseguiu alcançar. Então disse:
– Estas uvas estão muito azedas, e podem manchar-me os dentes; não quero colhê-las verdes, pois não gosto delas assim.
E, dito isto, foi-se embora.
Moral da história
Homem avisado, coisas que não pode alcançar, deve mostrar que não as deseja; quem encobre as suas faltas e desgostos não dá gosto a quem lhe quer mal nem desgosto a quem lhe quer bem; e que seja isto verdade em todas as coisas, tem mais lugar nos casamentos, que desejá-los sem os haver é pouquidade, e sizo mostrar o homem que não lhe lembram, ainda que muito os cobice.

POR: FÁBIO CÂMARA

Sabe aquela situação na qual o pai, todo orgulhoso da filha recém aprovada no ENEM, exclama: “Veja, Mulher, que maravilhosa a MINHA FILHA!” E, quando a filha engravida antes de concluir os estudos, o mesmo dispara: “Veja, Mulher, o que a TUA FILHA fez!”


Houvesse Josimar de Maranhãozinho aderido à reeleição de Brandão e este seguiria sendo, nos lábios e aos olhos das hostes palacianas um nobre deputado federal, parceiro do progresso brasileiro e valoroso edificador de um MARANHÃO NO AUMENTATIVO. Afinal, Josimar e Detinha estiveram no projeto que tornou Dino e Brandão governador e Vice por duas vezes consecutivas!

Porém, como Josimar de Maranhãozinho, Detinha e o PL do nosso Estado optaram por somar com a construção do projeto por um Maranhão Mais Feliz, encabeçado pelo senador Weverton Rocha, aí então as uvas se tornaram não apenas verdes como também perigosas para a saúde, visto que se revelaram contaminadas com um tal “agrotóxico Bolsonaricida”. Flagrante discurso falacioso!


“- Meros 3% representam quase nada na disputa eleitoral para o governo do Maranhão!” Assim afirmam as raposas brandonianas fazendo eco ao “pai que desconsidera os filhos”, secundarizando-os!

Entretanto, o que realmente necessita ser dito é que, Brandão só se reelegerá se ganhar o primeiro e o segundo turnos das eleições e com margem – do primeiro para o segundo turno – com percentual na casa dos dois dígitos. O que está claramente demonstrado até o presente momento é que, mesmo com todo o poderio da máquina administrativa nas mãos, dispondo da chave do cofre e contando com o poder da caneta, o governador tampão não conseguiu impor superioridade percentual eleitoral sobre Weverton Rocha maior que os 3% dos quais desdenha e, em se confirmando os prognósticos das sondagens prévias.

O Maranhão Mais Feliz é quem ganhará primeiro e segundo turnos e vai passar o sal geral, papai! É a exatidão da matemática que nos provoca a pensarmos assim. Weverton perdendo o primeiro turno com uma margem igual ou inferior a 3% tem maior potencial para somar com os demais candidatos, construindo o revertério, do que Brandão, valendo lembrar que quem tinha que ser atraído para este último já o foi no primeiro turno.

Agora, consideremos a real possibilidade de Weverton Rocha ganhar o primeiro turno com essa mesma diferença de 3%, ratificando sua força de resistência contra a máquina e tendo como propor aos presentes e aos possíveis futuros aliados, NÃO APENAS 4 ANOS DE GOVERNO e SIM 8 ANOS!? Aí, Papai, É DOZE PRÁ LEÕES!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here