Enquanto alguns gestores decidiram cancelar o Réveillon deste ano, por conta da chegada de uma nova variante da Covid-19, o prefeito de Imperatriz, Assis Ramos, foi mais além.

Nesta quinta-feira (02), sem pestanejar, Assis Ramos anunciou não só o cancelamento das festas do fim de ano, mas também já destacou que não fará o Carnaval no ano que vem.

Assis Ramos ainda destacou que, nos próximos dias, estará baixando um decreto detalhando essas novas medidas. O prefeito justificou a prioridade pela vida para cancelar os dois eventos.

“Por motivos de prevenção ao Coronavírus e para a segurança, diante da chegada de uma nova variante e do aumento de casos em outros países, estou tomando a decisão de cancelar Réveillon e Carnaval 2022. Sei da importância dos eventos para economia da nossa cidade, mas seguimos colocando a vida das pessoas em primeiro lugar. Nos próximos dias, um decreto detalhará as medidas!”, afirmou.

Carlos Lula – Já o secretário de Saúde do Maranhão, Carlos Lula, em entrevista na TV Mirante, disse que ainda não pode decidir sobre a realização do Carnaval, prefere esperar um pouco para, mais próximo, ter uma decisão sobre o cancelamento ou não da maior festa popular brasileira no Maranhão

“A gente não tem como dizer que o Carnaval está cancelado, mas qual é a nossa ponderação sobretudo com os órgãos de cultura? É muito difícil a gente planejar porque o carnaval é uma festa gigante. Ele tem que ter uma antecedência de planejamento. Eu não tenho como prever com três meses o que vai acontecer. Eu não tenho como dizer que em fevereiro o número de casos vai estar estável. É um chute. Então, se eu tenho que planejar o Carnaval hoje. Hoje se fosse para adotar uma postura sanitarista era melhor a gente não fazer. Eu não tenho como prevê isso hoje. Hoje eu teria condições de fazer o carnaval, mas se daqui a duas ou três semanas eu tenho um aumento repentino no número de casos por conta da variante nova? Então, isso a gente não tem como dizer. Então hoje a resposta é: vai ter carnaval ano que vem? A resposta é: eu não sei. A gente vai ter que esperar chegar mais perto pra gente ter certeza disso”, afirmou.

É aguardar e conferir.

Por; Jorge Aragão

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here