O deputado federal Edilázio Júnior (PSD) foi mais um a criticar o governador do Maranhão, Flávio Dino (PSB), por sua a reação imediata contra a aprovação, pela Câmara dos Deputados, do projeto que estabelece um valor fixo para a cobrança de ICMS sobre combustíveis.

Segundo o parlamentar, é que, “quanto mais cara a gasolina, melhor para Flávio Dino”.

Segundo mostrou o Blog do Gilberto Léda no fim de semana, a oposição do socialista ao projeto deve-se ao fato de que, com ele, o Governo do Maranhão deve deixar de arrecadar R$ 740 milhões por ano.

Este seria o impacto da mudança para receitas do Maranhão, segundo a Sefaz.

O que ninguém no governo vai contar é que, com as regras atuais – somadas à escalada dos preços dos combustíveis –, o Estado arrecadou, entre janeiro e setembro de 2021, R$ 500 milhões a mais que no mesmo período de 2020.

Por; Gilberto Leda

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here