Alcemir Costa enfatizou ainda que “o assunto será amplamente discutido e apresentado para a comunidade e representantes legais”. (Foto: Elton Sales)

Sobre a implantação da Organização Social (OS) para gerenciar o Hospital Municipal de Imperatriz, o secretário Alcemir Costa esclarece que o Socorrão não será privatizado, afinal o Poder Público continuará a exercer a titularidade dos serviços e apenas irá transferir a execução.

Não há uma entrega total da gestão à entidade privada, tendo em vista que ainda prevalece a hierarquia e subordinação em face à administração pública a qual fica responsável pelo repasse financeiro, por meio do órgão público contratante. A OS fica responsável pelos serviços e administração geral do hospital”, explica Alcemir.

Os benefícios já conquistados continuam, garante o secretário. “Fizemos concursos públicos, e continuaremos nomeando o pessoal que tem direito à vaga. Todas as categorias da saúde tiveram e continuarão tendo melhorias, inclusive salariais. Não iremos mexer em benefícios já conquistados pelos servidores e não haverá revisão dessas leis, mesmo com a entrada da OS”, pontua.

Alcemir Costa enfatizou ainda que “o assunto será amplamente discutido e apresentado para a comunidade e representantes legais”.

Cabe ressaltar que administração hospitalar por Organização Social não é exclusividade do Município de Imperatriz. A exemplo de Santarém, Altamira, Cotia, Diadema e outras cidades, em Imperatriz alguns profissionais já trabalham em instituições que atendem nessa modalidade: Macrorregional, Materno Infantil, UPA Estadual, e, agora, o Hospital do Amor.

Por; Minard

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here