A Justiça do Maranhão determinou, após uma vistoria realizada na última segunda-feira (22), a liberação total do Terminal de Integração da Praia Grande, em São Luís.

O local estava parcialmente interditado desde outubro do ano passado, devido a problemas estruturais, e apenas duas plataformas de passageiros estavam funcionando.

A decisão foi do juiz Douglas de Melo Martins, titular da Vara de Interesses Difusos e Coletivos da Comarca da Ilha de São Luís. A vistoria foi acompanhada pelo Corpo de Bombeiros do Maranhão (CBMMA), Defesa Civil Estadual e Defesa Civil Municipal.

Com a decisão, todas as plataformas estão liberadas a funcionar a partir desta segunda-feira (22). De acordo com o juiz, a suspensão da interdição vai diminuir a aglomeração de pessoas no terminal, principalmente nos horários de pico, durante a pandemia de Covid-19.

“Fomos acompanhados pelos Bombeiros e Defesa Civil e todos foram unânimes em liberar o terminal integralmente. A avaliação desses órgãos apenas confirmou o fato de que a interdição total era algo desnecessário. Com essa desinterdição, irá diminuir até a aglomeração de pessoas no terminal nos horários de pico, haja vista que todas as plataformas estão funcionando”, disse Douglas de Melo Martins.

Entenda o caso

O Terminal de Integração da Praia Grande, em São Luís, teve duas plataformas de passageiros interditadas em outubro de 2020, por conta de problemas estruturais.

Na época, a Prefeitura de São Luís entrou com uma ação contra o Consórcio Taguatur Retrans/Consórcio Central, responsável pela administração do terminal, alegando risco de desabamento no local.

Após uma conciliação entre as partes, foi definida a responsabilidade de quem seria a reforma do terminal, iniciada em novembro. Desde então, somente as plataformas III e IV estão ficaram em funcionamento.

Plataformas estavam interditadas desde o final de 2020

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here