A Polícia Federal apreendeu um helicóptero e três carros de luxo, durante a deflagração da Operação Vernissage, deflagrada nesta terça-feira 12, em São Luís.

Um dos três mandados de busca e apreensão foi cumprido no Sistema Difusora, que no papel tem como sócio o ex-senador Edison Lobão Filho (MDB-MA), mas desde 2016 é controlado pelo senador Weverton Rocha (PDT-MA). As ordens foram expedidas pela 13ª Vara Federal em Curitiba, no âmbito da Lava Jato.

Edinho, como é conhecido o emedebista, seria um dos investigados pela PF. Também o irmão dele, Márcio Lobão, que já foi preso pela Lava Jato em 2019, em operação que mirou ambos.

Na nova ostensiva, segundo a Polícia Federal, há indícios da prática de crimes de corrupção, fraudes licitatórias, organização criminosa e lavagem de dinheiro, todos relacionados ao suposto pagamento de R$ 12 milhões em propinas em suposto esquema montado para fraudar licitações na Transpetro, subsidiária da Petrobras.

As imagens do helicóptero e dos carros de luxo foram divulgadas pela assessoria da PF, que mais cedo já havia divulgado um vídeo de agentes vasculhando documentos das dependências do Sistema Difusora.

Também foram cumpridos três mandados de busca e apreensão no Rio de Janeiro, dois em Brasília, dois em São Paulo e um em Angra dos Reis.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here